quinta-feira, 25 de setembro de 2014

OS JOVENS DE HOJE E AS REDES SOCIAS

As redes sociais e as suas influências no comportamento dos jovens Emanoel Messias de Arruda Muito em moda entre os jovens, as redes sociais tem sido um dos principais meios de comunicação e integralização entre eles e motivo de muitas preocupações para seus pais e responsáveis. Essas preocupações tem fundamento, pois a superficialidade desses relacionamentos transitórios os expõe a graves riscos que vai desde bullying (1) até as possíveis investidas de pedófilos. De fato o contato direto entre as pessoas ainda é o meio mais seguro delas se relacionarem e se conhecerem, porém a “juventude conectada” consegue até mesmo namorar “on line”, marcar encontros e tudo mais, sempre sem o consentimento e conhecimento de quem os poderia proteger. Além de todos esses riscos, esses jovens podem sofrer com relacionamentos fúteis ou com pessoas que não existem no mundo real que não são quem dizem: os chamados fake (2). Há de se considerar também que existe o risco de se tornarem pessoas isoladas e “solitárias”, mesmo no ambiente familiar ou escolar especificamente, por priorizam seus relacionamentos virtuais e não os reais. Isto pode lhes causar, além de problemas físicos como a obesidade e problemas de coluna, por exemplo, até problemas bem mais sérios, psicológicos, advindos do isolamento voluntário e da falta de perspectivas devido ao tédio causado por uma vida excessivamente sedentária. Algumas das medidas que esses jovens poderiam tomar para terem uma vida saudável seriam as seguintes: 1. Procurar sempre analisar o perfil das pessoas com as quais estão se relacionando, ao menos para saberem se de fato elas existem e se são mesmo quem dizem; 2. Limitar suas amizades nas redes sociais a um número razoável de indivíduos com os quais possa dar e receber atenção sem, no entanto, abrir mão de sua vida particular “ao vivo”; 3. Não hesitar em eliminar as pessoas indesejadas ou suspeitas, que representam alguma ameaça mesmo que seja “virtual”; 4. Nunca esperar que os fatos aconteçam para depois tomarem alguma providência; 5. Praticar algum tipo de esporte. Certamente tomando essas medidas, relativamente simples, muitas dores de cabeça poderiam ser evitadas tanto para esses jovens como para os seus pais ou responsáveis. Vale lembrar sempre - e isso não apenas aos jovens - que a vida deve ser aproveitada em toda sua plenitude e com todos os sentidos. O cheiro, a cor, o sabor, a textura das coisas e de tudo que nos cerca são prazeres que um computador não pode e nunca poderão nos dar. Os relacionamentos reais deveriam sempre ter prioridade sobre os virtuais e ainda hoje vale o ditado dos mais velhos: “Diz-me com quem andas e te direi quem eis!”

Nenhum comentário:

Postar um comentário